Correção: juiz solta 34 dos 40 presos da Persona

A nota enviada anteriormente contém um erro. O nome da multinacional foi cortado na frase em que é citado o presidente da filial brasileira. Segue o texto corrigido: O juiz Alexandre Cassetari, da 4ª Vara Criminal Federal de São Paulo, decidiu soltar 34 dos 40 presos na Operação Persona, deflagrada pela Polícia Federal na terça-feira para apurar um esquema de fraudes e sonegação de impostos que causou prejuízo de R$ 1,5 bilhão à Receita Federal. Entre os beneficiados pela decisão está Pedro Santos Ripper, presidente da filial brasileira da multinacional Cisco. Já o ex-presidente da Cisco Carlos Roberto Carnevali continuará preso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.