Correção: Mercado eleva previsão para IPCA em 2007

O texto enviado anteriormente contém uma incorreção. No âmbito de comércio exterior da pesquisa Focus divulgada hoje pelo Banco Central, as instituições financeiras reduziram a projeção de saldo da balança comercial de 2007 de R$ 40,95 bilhões (e não US$ 4,95 bilhões, como foi publicado) para US$ 40,79 bilhões. Segue texto corrigido:São Paulo - A alteração mais significativa da pesquisa Focus, divulgada hoje pelo Banco Central, é a previsão para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2007. De acordo com as instituições financeiras, a expectativa de inflação este ano passou de 3,83% na semana passada para 3,92% na pesquisa de hoje.O principal motivo é a alta acima do esperado do índice de outubro, que subiu 0,30%, acumulando variação de 3,30% nos 10 meses do ano. Para 2008, na pesquisa Focus, a projeção de alta do IPCA manteve-se em 4,1%.SelicAs projeções para a taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic, no final do ano permaneceram em 11,25% ao ano, o que mostra que o mercado financeiro não trabalha com mais nenhuma redução no juro este ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. Para o final de 2008, as estimativas de juros continuaram estáveis em 10,25% ao ano.CâmbioAs apostas de enfraquecimento da moeda norte-americana em relação ao real continuam firmes. Pela pesquisa do BC divulgada hoje, o mercado reduziu as projeções para a taxa de câmbio no fim desse ano, passando de R$ 1,78 para R$ 1,75 por dólar. Para o fim de 2008, a projeção também foi reduzida, passando de R$ 1,87 para R$ 1,85.PIBQuanto às expectativas de crescimento da economia brasileira, as instituições financeiras consultadas pelo BC não alteraram a projeção de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, mantendo-a em 4,7%. Já para 2008, a previsão foi reduzida: de 4,37% para 4,32%.Comércio exteriorNo âmbito de comércio exterior, a pesquisa Focus trouxe novidades. O mercado reduziu a expectativa de saldo positivo da balança comercial em 2007, passando de US$ 40,95 bilhões para US$ 40,79 bilhões. Para 2008, também houve diminuição na projeção de superávit: de US$ 34,10 bilhões para US$ 34 bilhões.IEDEm relação à expectativa de Investimento Estrangeiro Direto (IED) no País, o mercado elevou de US$ 32 bilhões para US$ 33 bilhões a projeção de ingresso de recursos externos no País. Para 2008, a estimativa permaneceu em US$ 25 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.