Correção: Mittal inaugura projeto de US$ 1,8 bi

A nota enviada anteriormente contém uma incorreção. A obra de expansão da ArcelorMittal Tubarão será inaugurada hoje e não amanhã, conforme informado na nota anterior. Veja abaixo a nota corrigida: Vitória - A ArcelorMittal Tubarão, antiga Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST), vai obter uma receita adicional de US$ 1,2 bilhão com a ampliação de sua produção, estimou ontem o presidente da companhia, José Armando Campos. A capacidade da usina vai passar dos atuais 5 milhões de toneladas anuais para 7,5 milhões de toneladas de aço por ano, após investimento total de US$ 1,8 bilhão. A obra de expansão será inaugurada hoje com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do presidente da ArcellorMittal, Lakshmi Mittal. Além dos investimentos em Tubarão, a ArcelorMittal Brasil, holding da usina capixaba, vai investir US$ 120 milhões na ArcelorMittal Vega, localizada em Vega do Sul (Santa Catarina), unidade de laminação e galvanização de bobinas de aço. De acordo com Campos, também presidente da holding, a capacidade de produção de Vega vai passar das 900 mil toneladas anuais de bobinas para 1,3 milhão de unidades com as obras de ampliação, que começarão ano que vem e deverão ser concluídas em 2010.A usina de Tubarão já começou a produzir no ritmo necessário para alcançar as 7,5 milhões de toneladas anuais previstas com a expansão, informou ontem Campos. Por isso, diz o executivo, em 2007, será possível chegar a 6 milhões de toneladas de aço. Desse total, 2,2 milhões de toneladas serão destinadas ao mercado interno na forma de bobinas a quente, estimou o executivo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.