Correção: Previdência pode aplicar até 30% em renda variável

O título da nota enviada anteriormente contém uma incorreção, ao afirmar que a fatia de ações em fundo de previdência sobe até 30%. O correto é que a Previdência de Estados e Municípios poderá investir até 20% em fundo de ações, dentro do porcentual de 30% para aplicar em renda variável. Segue o texto:Brasília - O Ministério da Previdência Social explicou que o Conselho Monetário Nacional (CMN) limitou em 20% da carteira dos fundos de previdência dos Estados e Municípios a permissão para compra de cotas em fundos de investimento em ações. Esse limite está dentro do porcentual de 30% que o fundo poderá aplicar em renda variável. Também está dentro dos 30%, a permissão para aplicar até 3% da carteira em cotas de fundos classificados como multimercado.Segundo técnicos do Ministério da Previdência, os gestores desses regimes próprios de Previdência ainda são bastante conservadores: apenas 2% dos recursos desses fundos em mercado estão aplicados em renda variável. Hoje o regime próprio de Previdência dos Estados e Municípios administra uma carteira de R$ 27,5 bilhões.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

25 de outubro de 2007 | 16h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.