Correção: Produção de aço cresce 6,2% no 1º trimestre

O Instituto Aço Brasil (IABr) corrigiu informação sobre importação de produtos siderúrgicos. São 866,2 mil toneladas importadas e não 866,2 milhões como constava no penúltimo parágrafo da nota enviada anteriormente. Segue o texto corrigido.

KELLY LIMA, Agencia Estado

20 de abril de 2011 | 18h53

A produção brasileira de aço bruto em março de 2011 foi de 3 milhões de toneladas, de acordo com dados do Instituto Aço Brasil (IABr) divulgados hoje. O volume representa um aumento de 7,4% quando comparado com o mesmo mês de 2010.

Em relação ao aço laminado, a produção de março foi de 2,4 milhões de toneladas, representando aumento de 5,4% em relação a março do ano passado. Com esses resultados, a produção acumulada no primeiro trimestre de 2011 totalizou 8,5 milhões de toneladas de aço bruto e 6,4 milhões de toneladas de laminados, o que significou aumento de 6,2% e 2,0%, respectivamente, sobre o mesmo período de 2010.

As vendas internas em março de 2011 foram de 1,9 milhão de toneladas de produtos, aumento de 3,7% em relação a 2010. As vendas acumuladas em 2011, de 5,3 milhões de toneladas, mostram crescimento de 5,6% com relação ao mesmo período do ano anterior.

Exportações e importações

As exportações de produtos siderúrgicos no mês passado atingiram 871,4 mil toneladas, no valor de US$ 641,2 milhões. Com esse resultado, as exportações no primeiro trimestre de 2011 totalizaram 2,8 milhões de toneladas e US$ 2 bilhões, representando aumento de 39,2% em volume e de 74,1% em valor quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

No que se refere às importações, registrou-se em março volume de 265,5 mil toneladas (US$ 322 milhões) totalizando, desse modo, 866,2 mil toneladas de produtos siderúrgicos importados nos primeiros três meses do ano, 34,3% abaixo do mesmo período do ano anterior.

Também segundo o IABr, o consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos em março foi de 2,2 milhões de toneladas, totalizando 6,2 milhões de toneladas em 2011. Esses valores representaram queda de 8,1% e 1,3%, respectivamente, em relação a igual período do ano anterior.

Tudo o que sabemos sobre:
siderurgiaaçoproduçãoIABr

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.