Correção:Governo central tem superávit de R$ 16,596 bi

A nota enviada anteriormente contém uma incorreção. As contas do governo central apresentaram em 2014 um superávit primário de R$ 16,596 bilhões em abril, e não em 2013, como constou. Segue o texto corrigido.

RENATA VERÍSSIMO E LAÍS ALEGRETTI, Agencia Estado

29 de maio de 2014 | 14h57

As contas do governo central - que reúne Tesouro Nacional, Banco Central e INSS - apresentaram em 2014 um superávit primário de R$ 16,596 bilhões em abril. É o terceiro melhor resultado da série histórica para meses de abril. Dessa forma, o governo cumpriu a meta do primeiro quadrimestre, de quase R$ 28 bilhões, ao economizar R$ 29,659 bilhões de janeiro a abril, equivalentes a 1,81% do PIB.

O resultado no ano é 8,7% maior que no mesmo período do ano passado. O esforço de abril foi maior que todo o resultado obtido no primeiro trimestre de 2014, quando o superávit foi de R$ 13,048 bilhões. O superávit primário do governo central ficou acima da mediana dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, de R$ 15,350 bilhões, mas dentro das expectativas, que variavam de R$ 9,400 bilhões a R$ 17,000 bilhões em abril.

Os dados mostram que o Tesouro apresentou superávit de R$ 19,558 bilhões no mês passado, acumulando R$ 44,297 bilhões em 2014. Por outro lado, a Previdência apresentou déficit primário de R$ 3,071 bilhões em abril e no acumulado do primeiro quadrimestre teve resultado negativo de R$ 14,774 bilhões. As contas do Banco Central ficaram com superávit primário de R$ 109,1 milhões no mês passado; no acumulado do ano, o resultado é positivo em R$ 138,3 milhões.)

Tudo o que sabemos sobre:
GOVERNO CENTRALTESOUROABRIL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.