Correções

Na edição de ontem, erramos ao atribuir, nas ?Frases?, uma declaração feita por Ivan Ramalho, ministro interino do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, ao ministro da Fazenda, Guido Mantega. A declaração de Ivan Ramalho, em entrevista coletiva, foi a seguinte: "Queremos saber a tendência das importações com alguma antecedência porque houve uma mudança grande no resultado do comércio exterior brasileiro". Na reportagem ?Queda da Selic não muda o crediário?, publicada na edição do dia 23 de janeiro, consta erroneamente a informação de que a Cat Financial pratica taxas de juros de 5.013% ao ano, 40,69% ao mês, em linha de empréstimo pessoal. A empresa não realiza operação de empréstimo pessoal e as taxas cobradas pela Caterpillar são de até 29% ao ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.