Corretora de seguros da Caixa levanta R$ 602 milhões em IPO

Papéis da Par Corretora vão estrear na próxima sexta-feira na Bolsa; essa é a primeira oferta inicial de ações do ano

Aline Bronzati, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2015 | 02h05

A oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Par Corretora foi concluída ontem, movimentando R$ 602,8 milhões. A operação surpreendeu o mercado já que a ação foi precificada a R$ 12,33 - acima da faixa prevista inicialmente pelos coordenadores da oferta. Esse é o primeiro IPO realizado na bolsa brasileira nos últimos oito meses.

Conforme o Estado antecipou ontem, a demanda pelas ações da Par Corretora chegou a R$ 5 bilhões, fazendo a empresa elevar o teto estipulado para compra da ação de R$ 11,60 para R$ 12,35, O intervalo de preço inicialmente proposto ia de R$ 11,25 a R$ 11,60.

A mudança fez com que a Gávea Investimentos ficasse de fora da oferta. A gestora do ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga havia se comprometido a comprar até R$ 140 milhões em papéis da empresa se fossem mantidas as condições iniciais.

A estreia da ação no pregão da BM&FBovespa está programada para acontecer na sexta-feira. A última estreia na Bovespa foi da Ouro Fino Saúde Animal, em outubro passado, movimentando R$ 418 milhões.

A oferta da Par Corretora, que tem entre os sócios a Caixa Seguros e a GP Investimentos, prepara o terreno para a esperada oferta bilionária da Caixa Seguros. Antes disso, o ressegurador IRB Brasil Re deve testar o apetite do mercado com uma abertura de capital de R$ 3,5 bilhões a R$ 4 bilhões, último passo para sua privatização.

Apesar da economia fraca, o segmento de seguros registrou expansão de 22,4% no primeiro trimestre ante o mesmo período do ano anterior, totalizando R$ 42,5 bilhões em receitas, segundo dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Além disso, também soma a favor o fato de a Par Corretora ter exclusividade de explorar o balcão da Caixa Econômica Federal para vender seguros. Ao ter acesso ao balcão da Caixa, a empresa tem à disposição 78,3 milhões de clientes, sendo mais de 2,1 milhões de clientes pessoas jurídicas. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
O Estado de S. PauloCaixaIPO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.