Corrige:País termina julho com 256,41 mi de celulares

A nota enviada anteriormente continha uma incorreção: o avanço de 0,11% é em relação a junho e não a julho do ano passado.Segue a nota corrigida:

EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

17 de agosto de 2012 | 13h01

Com 279,72 mil novas habilitações de linhas de telefonia e internet móvel em julho, o número de chips em funcionamento no País alcançou 256,41 milhões no mês passado, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Em relação a junho deste ano, o crescimento no mês foi de apenas 0,11%. O resultado foi influenciado pela decisão da agência reguladora que proibiu as vendas de novas linhas de TIM, Claro e Oi nos Estados onde as companhias lideram o ranking de piores serviços prestados. A suspensão ocorreu entre 23 de julho e 2 de agosto.

Com o fechamento de julho, a chamada teledensidade brasileira alcançou a marca de 130,49 linhas móveis para cada 100 habitantes. O balanço mostra ainda que, do total de linhas móveis habilitadas no País, 53,95 milhões são conexões de internet móvel 3G. As linhas pré-pagas representam 81,49% do total, com 208,95 milhões de chips habilitados, enquanto os planos pós-pagos são apenas 18,51% do mercado, com 47,46 milhões.

A Vivo continua líder no mercado brasileiro, com 29,71% de participação, seguida pela TIM com 26,78%, a Claro com 24,6% e a Oi com 18,59%. A novidade do balanço de julho foi a aparição da primeira operadora autorizada de rede virtual - que oferece o serviço por meio das redes de outra operadora. A Portoseguro já conta com 2.000 linhas habilitadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Anatelhabilitaçõesjulho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.