Corte argentina adia decisão sobre redolarização

A Suprema Corte de Justiça voltou a adiar a decisão sobre o processo promovido pela província de San Luis para redolarizar os depósitos. Fontes da Justiça disseram que o assunto foi discutido, mas os nove membros da Corte não chegaram a um consenso sobre o assunto e o juiz Juan Carlos Maqueda solicitou mais tempo para estudar o processo.Pela manhã, o chefe de Gabinete da Presidência, Alfredo Atanasof, afirmou que uma eventual sentença ordenando a devolução dos depósitos seria um retrocesso para a política econômica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.