Corte argentina derruba liminar a favor de clientes

A Corte Suprema de Justiça da Argentina derrubou todas as medidas cautelares concedidas em favor dos depositantes, que permitiam retirar a totalidade de seus depósitos nos bancos argentinos. O Banco Central tinha recorrido à decisão da Justiça, no foro chamado de Contencioso Administrativo e, em última instância, a Corte (similar ao Supremo Tribunal Federal no Brasil) acatou o pedido do BC.Vários poupadores e correntistas tinham sido beneficiados com a primeira decisão da Justiça. Com esta decisão, ficam fechadas as possibilidades de novas medidas cautelares permitindo a retirada dos depósitos semi-congelados.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.