Corte de 1pp na Selic reduz dívida líquida em R$ 10,8 bi

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, disse nesta sexta-feira que uma redução de 1 ponto porcentual na taxa básica de juros, a Selic, tem atualmente um impacto na dívida líquida do setor público de R$ 10,849 bilhões em 12 meses. O equivalente a uma redução de 0,27 ponto porcentual do Produto Interno Bruto (PIB).

CÉLIA FROUFE E EDUARDO CUCOLO, Agencia Estado

28 de setembro de 2012 | 13h13

Os cálculos do BC mostram ainda que, no caso do câmbio, uma alta de 1% no dólar se reflete em uma redução da dívida líquida em R$ 6,881 bilhões ou 0,15 ponto porcentual do PIB. Neste caso, o efeito da variação do câmbio sobre o estoque da dívida é imediato.

Maciel informou ainda que a projeção para a dívida líquida do setor público consolidado em setembro é de 35,1% do PIB, mesmo patamar de agosto. Para a dívida bruta do governo geral, a estimativa é de 57,4% do PIB em setembro, ante 57,5% do PIB no mês passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.