Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Corte de estímulos do Fed pode acontecer em dezembro

Os mercados podem começar a especular sobre a possibilidade de uma redução do programa de compra mensal de ativos do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) em dezembro caso o relatório de emprego (payroll) de setembro, que será divulgado nesta terça-feira, indique a criação de cerca de 180 mil postos de trabalho, avalia Yunosuke Ikeda , diretor de estratégia cambial da Nomura Securities.

AE, Agencia Estado

22 de outubro de 2013 | 04h52

Para Ikeda, a taxa de desemprego dos Estados Unidos também pode melhorar, uma vez que os pedidos de seguro-desemprego estão em tendência de queda. O diretor da Nomura Securities acredita que um relatório de emprego mais forte do que o esperado pode impulsionar as taxas de juros e o dólar.

Os economistas esperam que tenham sido criados 180 mil postos de trabalho em setembro e que a taxa de desemprego permaneça estável em 7,3%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
euafedestímulospayroll

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.