Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Cortes de postos de trabalho sobem 71% em abril nos EUA

O número de vagas cortadas pelas companhias norte-americanas durante abril disparou 71%, para 146,399 mil, de 85,396 mil em março, informou pesquisa realizada pela Challenger, Gray & Christmas. É a maior alta desde novembro de 2002. "A forte elevação nos cortes de postos de trabalho no último mês deve ser utilizada como alerta ao fato de que é prematuro concluir que a rápida conclusão da guerra no Iraque proporcionará uma rápida recuperação econômica e no mercado de trabalho", disse John Challenger, diretor-executivo do centro de pesquisa. Segundo ele, as companhias não devem voltar a contratar até que as perspectivas econômicas tornem-se mais seguras. A maior parte das vagas excluídas é do setor público, respondendo por 40% do total dos cortes registrados no mês. O setor público é atingido pela necessidade dos Estados e municípios de reduzir despesas diante da retração em seus orçamentos.A pesquisa leva em consideração anúncios de cortes feitos pelas empresas e divulgados pela mídia. A pesquisa não considera os cortes efetivados, as novas contratações ou transferências internas.

Agencia Estado,

05 de maio de 2003 | 12h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.