finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Cortes e sobretaxa a partir do próximo mês

Na próxima quarta-feira, o plano de racionamento de energia do governo federal completa um mês. A partir de julho, a sobretaxa será cobrada e o aviso de corte no fornecimento de energia estará na conta de luz, caso o consumidor ultrapasse a meta estabelecida pela distribuidora. A informação é do superintendente de atendimento ao cliente da Light, Marlon Rebuzzi. Vale lembrar que os consumidores até 100 kWh estão livres destas duas penalidades e o consumo até 200 kWh está isento da cobrança de sobretaxa.Segundo o ouvidor da Eletropaulo, Wanderley Campos, o consumidor não será pego de surpresa. "Quem não cumprir a meta, receberá na conta de luz do mês de julho uma mensagem de advertência. Em caso de reincidência, estará sujeito ao corte no mês de agosto. Aí sim, receberá na própria conta a seguinte mensagem: daqui a 48 horas, a luz em sua residência será desligada." O que acontece após o corte e como será cobrada a sobretaxaWanderley recomenda muita atenção ao receber a conta de luz. "Todas as informações que interessam ao consumidor estarão listadas na conta." A normalização do fornecimento de energia, depois do corte, ocorrerá automaticamente e a religação será lançada na próxima conta. A taxa cobrada pode variar entre R$ 3 e R$ 12, veja a matéria no link abaixo. Em um primeiro momento, serão até três dias sem luz e, em caso de reincidência, até seis dias. A sobretaxa só será cobrada sobre a parcela de descumprimento da meta de consumo de energia acima de 200 kWh. Para consumo acima de 200 kWh, a sobretaxa será de 50% e, no segundo caso - acima de 500 kWh -, 200%. Casos especiais e pagamento de bônusSe o consumidor estiver entre os casos especiais, deverá enviar uma carta à distribuidora pelo correio, com aviso de recebimento (AR), para revisar sua meta. Anexar documentos é imprescindível. Do contrário, pode ter seu requerimento indeferido imediatamente, avisa o superintendente. A empresa tem 21 dias para responder. Veja modelo de carta feito pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), no link abaixo.O pagamento de bônus para quem conseguir economizar acima da meta será realizado em momentos diferentes. Entre os consumidores abaixo de 100 kWh, o bônus será pago até agosto e a conta a ser feita é de R$ 2 para cada R$ 1 economizado. Já para os consumidores acima de 100 kWh, o valor de até R$ 1 pago para cada R$ 1 economizado será pago a partir de agosto. Veja os detalhes destas matérias no link abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.