Cosan anuncia intenção de compra da Vale do Rosário

A Cosan anunciou nesta quarta-feira a intenção de comprar a Vale do Rosário. Segundo a empresa, a aquisição depende da adesão dos acionistas da Vale. A Cosan só efetivará o negócio se conseguir comprar 50% mais uma ação da Vale do Rosário. Além disso, aqueles que aderirem terão de assinar um acordo de acionistas. O valor do negócio não foi divulgado.Se a operação for concretizada, a já líder Cosan irá disparar no ranking dos maiores processadores de cana-de-açúcar do Brasil. A Vale do Rosário hoje se alterna no segundo lugar com a São Martinho, que também está abrindo o capital na Bovespa.DisputaA Cosan pode ter de disputar a Vale do Rosário com a Santa Elisa. No final do ano passado, essas duas concorrentes passaram a estudar a fusão de seus ativos, a criação de uma nova empresa e a posterior abertura de capital, conforme fontes envolvidas na operação. O processo não deve ser simples, pois a empresa possui mais de uma centena de acionistas. Vale do Rosário e Santa Elisa já haviam anunciado a construção, por meio da joint venture formada com o grupo algodoeiro Maeda - a Tropical Bio Energia, de uma unidade produtora de açúcar e de álcool na cidade de Edéia (GO), com investimentos de R$ 200 milhões. Na safra 2005/2006, os grupos, juntos, moeram mais de 16 milhões de toneladas de cana, produzindo 1,1 milhão de toneladas de açúcar e 600 milhões de litros de etanol. Desde então, algumas usinas aumentaram sua capacidade de moagem. Matéria alterada às 18h02 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.