Cosan visa atingir consumidor final com compra da Esso

O diretor vice-presidente Financeiro e Diretor de Relações com Investidores da Cosan, Paulo Diniz, disse hoje que a compra dos ativos da Esso no Brasil teve como objetivo garantir o acesso da companhia sucroalcooleira ao consumidor final. "A Esso tem escala ideal e presença significativa no mercado brasileiro", disse o executivo em teleconferência sobre a aquisição dos ativos da Esso no Brasil.Segundo dados do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom), a Esso detém a quinta posição no mercado nacional de distribuição de combustíveis. Ao todo, são 1,5 mil postos espalhados por todo o País. "É vital assegurarmos um canal de distribuição para o nosso etanol", disse o executivo.Esta manhã, a Cosan anunciou a compra da Esso Brasileira de Petróleo e suas afiliadas por US$ 826 milhões. A operação, fechada com a petrolífera americana ExxonMobil, inclui ainda dívidas de US$ 163 milhões e US$ 35 milhões em créditos com partes relacionadas existentes ao final de 2007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.