Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Cosméticos e saúde perdem mercado

Os setores de saúde e cosméticos reclamam da falta de marcos regulatórios, de incentivos a investimentos e de equipamentos adequados. Queixas de representantes desses setores ao governo mostram que o Brasil perde competitividade em dois mercados promissores.A Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos reclama que as pequenas indústrias têm dificuldade para obter matérias-primas, pois não existem regras claras de exploração da biodiversidade no Brasil. No setor de saúde, um dos gargalos é a dificuldade para comprar peças de reposição para produtos médicos-odontológicos. A falta de fornecedores qualificados é um entrave para a produção desses equipamentos no Brasil porque a indústria teria de importar 100% das peças.

Renata Veríssimo, O Estadao de S.Paulo

07 de setembro de 2016 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.