Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Costa vai levar a Lula proposta para modernizar Correios

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, informou hoje que deve levar na próxima quinta-feira ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a proposta de modernização da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Segundo o ministro, a ideia central é a de transformar os Correios em uma holding para administrar outras empresas, a serem criadas, que funcionarão como subsidiárias para operação em vários setores.

ISABEL SOBRAL, Agencia Estado

25 de agosto de 2009 | 16h52

Entre esses setores, ele confirmou estudos para abertura da Correios Logística, que seria uma empresa de transporte de cargas e encomendas. Outra área em que se estuda abrir uma subsidiária é a do Banco Postal, para que este possa vender produtos como seguros e previdência privada. Atualmente, o Banco Postal funciona apenas como correspondente bancário do Bradesco.

"Os Correios funcionarão como uma holding, semelhante ao que é hoje o Banco do Brasil, que administra várias subsidiárias", afirmou o ministro, em entrevista coletiva, após solenidade de assinatura de concessões para TV Digital a emissoras que operam em Manaus. Hélio Costa fez a ressalva que, embora esteja comparando o futuro modelo da ECT com o do Banco do Brasil, não se pensa em abertura de capital dos Correios: "Não falamos nisso (abertura de capital). Os Correios são e devem continuar sendo uma empresa pública", disse o ministro.

Costa observou que a proposta do governo para a ECT terá de ser analisada e votada pelo Congresso Nacional, porque modificará vários pontos da atual Lei Postal. Ele não afastou a possibilidade de que seja enviada a proposta ao Congresso por meio de medida provisória (MP) ainda antes do término do atual governo.

Tudo o que sabemos sobre:
CorreiosmodernizaçãoHélio Costa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.