Werther Santana/Estadão-30/11/2018
Werther Santana/Estadão-30/11/2018

Aéreas respiram aliviadas após França retomar voos do Reino Unido e ações sobem

Gol e Azul lideram as maiores altas do Ibovespa; cotação máxima do dólar nesta quarta-feira é de R$ 5,21

Niviane Magalhães e Altamiro Júnior, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2020 | 14h00

Passado o pânico visto no início da semana diante da descoberta de uma nova cepa do coronavírus, as ações diretamente afetadas pela pandemia começaram a respirar aliviadas com cientistas confirmando a abrangência da vacina contra a covid-19 para essa nova variante e países voltando a reabrir seu espaço aéreo e fronteira aos britânicos, com destaque para a França.

Segundo o Departamento de Transportes britânico, todos os serviços ferroviários, aéreos e marítimos entre os dois países seriam retomados a partir desta quarta-feira, 23, com a França exigindo que pessoas provenientes do Reino Unido apresentem teste negativo de coronavírus feito até 72 horas antes.

Às 13h54, o Ibovespa operava na máxima do dia, de 1,44%, aos 118.311,44 pontos. Gol PN e Azul PN lideraram as maiores altas do índice na maior parte do tempo, com ganhos de 5,25% e 4,64%, respectivamente. Destaque também teve o papel ON de CVC, com avanço de 2,00%. Já Embraer ON acelera 1,64%. O setor de educação, que também sofreu com a possibilidade de novas medidas restritivas, hoje sobe. Yduqs ON ganha 4,16%, Ser Educacional ON ganha 3,61% e Cogna ON tem ganho de 1,33%.

Dólar

O dólar à vista acelerou e registrou a cotação máxima a R$ 5,21 (1,02%). Operadores relatam que o real destoa de outras moedas emergentes, em dia de enfraquecimento quase que generalizado da divisa dos Estados Unidos no exterior. Há aumento da procura por dólar no mercado à vista, para remessas de juros e dividendos, comuns nas últimas semanas de cada ano.

Além disso, os bancos precisam desfazer, por conta de mudança na legislação, o hedge em excesso que possuem para ativos no exterior, o que também pressiona a moeda. Um indicativo da pressão no mercado de balcão é que o dólar casado, que mede a diferença entre as cotações no mercado à vista e futuro, opera negativo hoje. Às 13h07, o dólar à vista subia 0,70%, a R$ 5,1985. O dólar para janeiro subia 0,79%, a R$ 5,1970.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.