Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Bolsa fecha aos 124 mil pontos, no melhor nível desde janeiro; dólar cai

Ibovespa subiu 1,2% nesta segunda, ajudado também pelo bom desempenho do petróleo no exterior; com resultado, B3 registrou o segundo melhor fechamento da história

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2021 | 15h03
Atualizado 24 de maio de 2021 | 17h25

Bolsa brasileira (B3) registrou nesta segunda-feira, 24, seu segundo melhor fechamento da história, em alta de 1,17%, aos 124.031,62 pontos. O resultado é também o melhor desde o dia 8 de janeiro, quando encerrou aos 125 mil pontos. O pregão foi de poucos catalisadores, com o mercado brasileiro acompanhando o bom humor dos índices de Nova York e também a alta do petróleo no exterior. No câmbio, o dólar à vista caiu 0,53%, a R$ 5,3274.

A valorização ocorreu mesmo em meio à queda das ações de commodities metálicas e à cautela do investidor com fatores domésticos. As ações de Gerdau PN CNS cederam e 2,75%, 0,61% e 0,4% cada, enquanto Vale ON foi na contramão e avançou 0,4%. Já as ações ON e PN de Petrobrás subiram 0,71% e 1,74%, respectivamente, após os dois principais contratos de petróleo fecharem com ganhos de até 3,8%.

Em Nova York, D0w Jones, S&P 500 e Nasdaq avançam 0,54%, 0,99% e 1,41% cada, em um dia particulamente favorável para as ações do setor de tecnologia e comunicação. Já no Ibovespa, chamou atenção o ganho de 24,56% do Banco Inter, após a empresa de maquininhas Stone anunciar que vai investir até R$ 2,5 bilhões no banco digital. Em valor de mercado, o banco digital já apresenta ganho de quase R$ 10 bilhões no pregão de hoje.

Nos Estados Unidos, o presidente da distrital de Atlanta do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Raphael Bostic, disse não ver a alta da inflação no país como duradoura no momento. Ele projeta que o Fed poderá olhar de forma mais clara para os índices de preços a partir do período do verão americano, entre o fim de junho e o fim de setembro.

Agora, porém, Bostic avalia que as pressões inflacionárias apontam para tendências transitórias. Entre elas, ele cita os gargalos na cadeia de suprimentos, o baixo nível da inflação há um ano, além do fato de a demanda nos EUA estar respondendo mais rapidamente aos estímulos do que a oferta.

Indo na contramão, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que o mundo está em um movimento de reprecificação das taxas de juros, com os países emergentes saindo na frente. Ele também afirmou que as expectativas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro estão indo em direção aos 4%. Segundo ele, as projeções inflacionárias no Brasil subiram mais que em outros lugares e a questão fiscal é fator que explica a alta da expectativa de inflação.

No exterior, as Bolsas da Europa fecharam sem direção única nesta segunda-feira, em sessão marcada pela liquidez reduzida, devido aos feriados na Alemanha e na Suíça, que mantiveram os mercados locais fechados. A volatilidade do bitcoin inspirou certa cautela no negócio, apesar do clima positivo em Wall Street.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.