Eduard Korniyenko/Reuters
Eduard Korniyenko/Reuters

Rublo atinge mínima recorde após invasão da Ucrânia e provoca reação do BC russo

Durante a madrugada, moeda russa despencou frente ao dólar e atingiu o menor nível de sua história; depreciação dificulta pagamento de dívidas externas

Guilherme Bianchini*, O Estado de S.Paulo

24 de fevereiro de 2022 | 08h25

O banco central da Rússia anunciou nesta quinta-feira, 24, que vai iniciar uma intervenção no mercado de câmbio, após o rublo atingir uma mínima recorde nas horas posteriores à invasão das tropas russas na Ucrânia.

Durante a madrugada, o rublo despencou frente ao dólar e atingiu o menor nível de sua história. Às 6h20 (de Brasília), o dólar saltava a 85,22 rublos, ante 81,19 rublos no fim da tarde de quarta, após tocar mais cedo a máxima inédita de 90,01 rublos.

A Bolsa de Moscou, que chegou a ficar suspensa "até novo aviso", reabriu às 10h no horário local (4h de Brasília) e registrou queda acentuada. Por volta das 6h20 (de Brasília), o índice MOEX, referência no mercado de Moscou, despencava quase 30%.

A Rússia possui mais de US$ 600 bilhões em reservas cambiais e ouro, alternativa que pode ser usada nos mercados de câmbio para sustentar o rublo. Uma moeda em rápida depreciação dificulta o pagamento de dívidas externas e leva a preços mais altos dos produtos importados.

* Com informações da Dow Jones Newswires

 

Tudo o que sabemos sobre:
Rússiamercado financeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.