Coutinho: BNDES não faltará no apoio à construção civil

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, afirmou hoje que o BNDES dará todo o apoio necessário para a continuidade da expansão do setor de construção civil do País. "A cadeia da construção civil deve ser firmemente apoiada. Chegou o momento de dar passos à frente na sua estruturação de processos produtivos, avanços de seus padrões e processo de trabalho", declarou. "O BNDES não faltará em apoio tanto a financiamentos com recursos quanto ao apoio a pequenas empresas inovadoras para desenvolvimento de produtos, de sistemas e de padrões com seus recursos. Estamos abertos a aprofundar esta agenda", disse. Em evento realizado na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) voltado ao lançamento de propostas para a modernização do setor de construção civil, Coutinho fez um breve comentário sobre a crise financeira internacional. "Estamos vivendo dias de grande incerteza vinda do sistema de crédito global, que atravessa grande dificuldade", comentou. "Mas é exatamente nesses momentos que nós temos que ter sangue-frio, discernimento e capacidade de percepção de nossos potenciais. E um dos potenciais da economia brasileira, que certamente permitirá que a economia continue crescendo apesar da dificuldade do sistema internacional, é a cadeia da construção. O futuro da economia brasileira passa pelo seu desempenho", afirmou. Coutinho afirmou que os investimentos do setor de construção civil devem ter atingido um montante total próximo a R$ 120 bilhões entre janeiro e setembro deste ano. Ele disse que há uma previsão de que os investimentos totais no setor cheguem à soma de R$ 535 bilhões de 2008 a 2011, patamar bem superior aos R$ 357 bilhões registrados de 2004 a 2007. Segundo ele, os financiamentos do sistema financeiro da habitação cresceram 47% em 12 meses até agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.