Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Coutinho prevê PIB de 3,5% a 4% no 4º trimestre

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, afirmou hoje que a economia brasileira deve registrar, no quarto trimestre do ano, um crescimento entre 3,5% e 4% em relação a igual período de 2008. Para 2010, ele projeta uma expansão "surpreendente", "mais perto de 5%" do que dos 4% projetados pelo mercado. "Acho que o mercado ainda está olhando um pouco pelo retrovisor e precisa olhar para frente. O Brasil está preparado para o crescimento", afirmou.

LUCINDA PINTO, Agencia Estado

19 de agosto de 2009 | 13h25

Coutinho também previu para este ano a recuperação do emprego e da indústria de transformação - que, segundo ele, deve "cruzar o ano com um crescimento de, pelo menos, 3% em relação ao ano passado." A recuperação da economia, segundo ele, já se reflete no avanço dos desembolsos e das consultas ao BNDES. "Vamos ter um crescimento muito bom, refletindo a recuperação econômica brasileira."

O presidente do BNDES disse ainda que o banco tem hoje um estoque de R$ 150 bilhões em projetos aprovados. No segundo semestre, a expansão deve prosseguir. "Não sei dizer se será um crescimento de 20% ou 30%, mas vai ser muito expressivo", afirmou. Segundo Coutinho, o volume de desembolsos do BNDES nos 12 meses encerrados em julho soma R$ 122 bilhões. A expectativa é de que esse volume atinja "algo superior a R$ 130 bilhões, R$ 135 bilhões", o que representa uma alta expressiva em relação a 2008, quando os desembolsos somaram R$ 92 bilhões.

Coutinho disse ainda que espera que o mercado de crédito e de capitais volte a crescer no segundo semestre e, com isso, a sobrecarga de demanda sobre o BNDES seja um pouco aliviada. "Acredito que, no segundo semestre, começarão a voltar os IPOS (ofertas públicas iniciais de ações, na sigla em inglês). Existem vários em gestação, por isso tenho avaliação positiva para o período", afirmou. "Temos a expectativa de que o mercado de capitais brasileiro se recupere e, junto com o BNDES, ajude a apoiar o investimento privado. Estamos em uma recuperação do investimento no segundo semestre", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
PIBCoutinhoBNDES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.