Crediário tem expansão de quase 10% em São Paulo

As promoções, os prazos maiores e os juros menores contribuíram para que as vendas parceladas do comércio varejista da capital paulista crescessem em abril 9,7% na comparação com o mesmo mês de 2003, segundo a Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Já as vendas à vista caíram 0,3% no período. A associação pondera que a base de comparação é fraca.Em abril de 2003, o serviço de consulta e proteção ao crédito registrou grande queda no número de pesquisas e o movimento atual representa apenas o retorno aos patamares de 2002. Em relação a março, as vendas a prazo em abril deste ano caíram 8,6% e à vista recuaram 6%.O Dia das Mães, data que só perde para o Natal em faturamento, pode ajudar os varejistas. A entidade estima que o movimento deva ser ligeiramente melhor que no ano passado também por causa da base de comparação: as vendas em 2003 recuaram quase 10% em relação ao ano anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.