Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Credit Suissse e UBS fecham fundos por fuga de investidores

Porta-voz do Credit Suisse se recusou a revelar o tamanho do fundo e do impacto financeiro com a suspensão

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

10 de novembro de 2008 | 16h38

Os bancos suíços Credit Suisse e UBS encerraram alguns fundos de bônus em conseqüência do grande volume de saques solicitados pelos investidores, de acordo com comunicados divulgados pelas duas instituições financeiras."Durante os últimos dias e semanas, os investidores venderam ativos em busca de liquidez", tornando impraticável a manutenção de seis sub fundos, afirmou o Credit Suisse em um comunicado.  Veja também:Presidente do BCE afirma que crise ainda está em andamentoPresidente da China diz que pretende cooperar com ObamaSaiba os assuntos que serão discutidos no G-20 De olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitosEspecialistas dão dicas de como agir no meio da crise Dicionário da crise  A atual falta de liquidez, segundo o banco, também tornou praticamente impossível vender ativos e atender a demanda dos investidores. Uma porta-voz do Credit Suisse se recusou a revelar o tamanho do fundo e do impacto financeiro provocado pela suspensão das atividades.  O UBS, por outro lado, vai liquidar diversos fundos de bônus e oferecerá aos clientes alternativas no mercado monetário, segundo uma porta-voz. "O motivo é a atual situação do mercado, que não permite um gerenciamento eficiente destes fundos", afirmou o banco em um comunicado. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.