Crédito ao consumidor caiu 8,1% em junho

As instituições financeiras brasileiras concederam 8,1% menos empréstimos para pessoas físicas no mês de junho em comparação com o mês de maio. Esta é a principal constatação dos Índicadores Partner de Crédito ao Consumidor, criados pela Partner, consultoria empresarial especializada em serviços financeiros ao consumidor. O estudo também demonstrou que o montante emprestado em junho deste ano foi 6,1% inferior ao do mesmo mês em 2001. O único setor que apresentou crescimento foi o de cartões de crédito, com volume 30,9% superior ao de junho do ano passado.A queda mais acentuada no mês passado foi sentida pelo financiamento a veículos. De acordo com a pesquisa, a modalidade movimentou em junho 21,3% menos recursos do que havia registrado em maio. O empréstimo pessoal vem em segundo lugar, com redução de 12,8% em relação ao mês anterior.

Agencia Estado,

25 de julho de 2002 | 15h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.