Crédito cai e inadimplência aumenta em janeiro--BC

As novas concessões de crédito oferecidas pelo bancos no país caíram 17,6 por cento em janeiro na comparação com o mês anterior, mostraram números do Banco Central nesta quinta-feira. A retração ocorreu a despeito de uma redução dos juros médios e em meio a um aumento da taxa de inadimplência. O BC também destacou o efeito da queda sazonal do crédito buscado pelo setor produtivo. "O desempenho do mercado de crédito esteve condicionado à redução sazonal na demanda por parte do setor produtivo e ao crescimento, também sazonal, nas operações contratadas pelas famílias", afirmou a autoridade monetária em nota. No primeiro mês do ano, a inadimplência média, considerados os atrasos superiores a 90 dias, passou para 4,6 por cento, frente a 4,4 por cento dezembro. Para as pessoas físicas apenas, a média da inadimplência aumentou para 8,3 por cento, contra patamar anterior de 8 por cento. A taxa média cobrada pelos bancos caiu 0,9 ponto para 42,4 por cento em janeiro. No mesmo período, o spread bancário --que mede a diferença entre a taxa de captação e de aplicação dos bancos-- caiu 0,3 por cento, para 30,4 pontos percentuais. Mesmo com a queda no fluxo, o estoque total de crédito no país cresceu 0,2 por cento para 41,2 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro mês do ano frente a dezembro. (Reportagem de Isabel Versiani)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.