Crédito continua avançando em novembro, informa BC

O estoque de crédito livre cresceu 1% em novembro, até o dia 19, segundo informou, nesta quinta-feira, o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel. Para empresas, o avanço foi de 0,9%. Para pessoa física, de 1,1%. Já a média diária de concessões subiu 3,7% no mesmo período, sendo 2,3% para empresas e 5,7% para pessoas físicas.

EDUARDO CUCOLO E CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

29 de novembro de 2012 | 13h09

No mesmo período, os dados parciais do mês mostram que o spread médio total subiu 0,3 ponto porcentual no mesmo período, fazendo com que o spread geral volte ao patamar de 22,3 pontos porcentuais visto em setembro, caso se mantenha nesse nível até o final de novembro. Em outubro, o indicador havia caído para 22 pontos porcentuais.

Tulio Maciel disse, ainda, que o spread médio para pessoa física avançou 0,9 pontos porcentuais no mês até dia 19. Em outubro, o spread estava em 27,8 pontos porcentuais para esse grupo de tomadores. No caso de empresas, Maciel verificou a continuidade de queda. Até o dia 19 deste mês, a baixa era de 0,4 pontos porcentuais em relação ao spread de 15 pontos porcentuais visto em outubro.

Juros médios

A taxa média de juros do crédito livre subiu 0,2 ponto porcentual em novembro, passando de 29,3% ao ano em outubro para 29,5% ao ano neste mês, até dia 19. Para as empresas, o juro médio caiu de 22,1% para 21,7% ao ano. Para pessoa física, passou de 35,4% para 36,3% ao ano.

Tulio Maciel minimizou esse aumento, dizendo que as parciais dos últimos três meses não se confirmaram nos dados do fechamento do período. "Se tivéssemos algo muito expressivo, como 1,5 ponto porcentual, poderia se dizer que há uma sinalização de alta."

Tudo o que sabemos sobre:
BCcréditonovembroparcial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.