Crédito cresce e inadimplência cai pela 1a vez desde março--BC

O crédito total disponibilizado pelo sistema financeiro no Brasil subiu 1,5 por cento em junho, chegando a 50,6 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), ou 2,167 trilhões de reais, informou o Banco Central nesta quinta-feira.

Reuters

26 de julho de 2012 | 10h53

A inadimplência nas operações de crédito com recursos livres do sistema financeiro ficou em 5,8 por cento no mês passado, menor do que em maio, quando ficou em 5,9 por cento, de acordo com dados revisados do BC. É o primeiro recuo desde março.

O calote de pessoas físicas nessas operações chegou a 7,8 por cento, recuo de 0,1 ponto em relação a maio. A inadimplência de empresas também recuou na mesma proporção, para 4 por cento em junho.

O spread bancário ---diferença entre o custo de captação dos bancos e a taxa de juro efetivamente cobrada do consumidor final-- atingiu 23,2 pontos percentuais em junho, contra 24,7 pontos no mês anterior.

A média diária de concessões de crédito cresceu 6 por cento em junho ante maio. Para pessoas físicas, o salto foi de 6,4 por cento e para empresas, 5,7 por cento.

A taxa de juros média recuou 1,8 ponto percentual, para 31,1 por cento no mês passado. Para pessoa física, a queda foi de 2,3 pontos, para 36,5 por cento. Para empresas, o recuo foi de 1,2 ponto, para 23,8 por cento.

(Reportagem de Tiago Pariz)

Tudo o que sabemos sobre:
BACENINADIMPLENCIAATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.