Crédito: cresceu empréstimo à pessoa física

O volume do crédito que o sistema financeiro emprestou aos setores público e privado caiu em janeiro e ficou em R$ 315,917 bilhões, após os R$ 317,205 bilhões de dezembro. Segundo explicou o chefe do Departamento Econômico (Depec) do Banco Central, Altamir Lopes, a retração no volume do crédito é sazonal, e ocorreu porque em dezembro sempre há uma expansão. Apesar da queda geral, o volume de recursos emprestados às pessoas físicas cresceu 2,2% em janeiro e o dinheiro destinado a "outros serviços" aumentou 1,4% no mês. O montante de empréstimos concedidos às pessoas físicas saiu de R$ 60 bilhões até dezembro e chegou a R$ 61,4 bilhões em janeiro. Do total do crédito emprestado até janeiro, R$ 17,105 bilhões estão mais de seis meses atrasados e classificados como H, a pior categoria de crédito. Deste total, no entanto, a parcela já provisionada é de R$ 14,542 bilhões. Isso significa que um total de R$ 2,563 bilhões continua sem provisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.