finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Crédito deve se normalizar até o fim do ano, diz Bernardo

Ministro do Planejamento acredita que é possível o Brasil registrar um crescimento de 4% em 2009

Ricardo Leopoldo, da Agência Estado,

27 de novembro de 2008 | 09h45

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou nesta quinta-feira, 27, à Agência Estado que até o encerramento de 2008 deve estar normalizado o fluxo de recursos do sistema de crédito do País. "Eu conversei com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e ele manifestou que já está ocorrendo uma normalização desse setor. Esse é um processo gradual, que está melhorando e acredito que até o final do ano a situação estará normalizada", disse.   Veja também: De olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29 Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise     Dentro do contexto de regularização da situação do crédito, Paulo Bernardo afirmou que é possível o País registrar um crescimento de 4% em 2009. "Se o governo não estivesse atuando com rigor e agindo de forma ativa, como está, possivelmente iríamos registrar um crescimento menor no próximo ano, talvez de 3,5% ou menos. Contudo, como estamos agindo firmemente e com rapidez, é possível alcançar uma expansão de 4% no PIB. Estamos adotando várias medidas anticíclicas, que são relevantes neste momento para atingir esse objetivo", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.