carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Crédito do governo não chega ao campo, diz pesquisa

Os produtores rurais que precisam de credito bancário para custear as lavouras dificilmente são atendidos pelas linhas de financiamento com juros diferenciados oferecidos pelo governo, atualmente em 8,75% ao ano.Segundo uma pesquisa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com 3.037 produtores, 62% precisam de crédito de bancos para financiar as atividades e destes, 69% conseguem menos da metade do crédito necessário em linhas que cobram juros menores.?A demanda restante de financiamento precisa ser suprida com operações de crédito a juros de mercado, que cobram 39% ao ano das pessoas jurídicas e 86,3% das pessoas físicas, mostram dados do BC?, diz o estudo.Um dos desafios para a agricultura neste ano é recompor o crédito a disposição dos produtores e expandir a área plantada. ?Existe a necessidade de o Brasil aumentar a área plantada em 3,6 milhões de hectares no próximo ano-safra para atender a necessidade interna e externa?, afirmou o assessor da CNA, Getúlio Pernambuco.Segundo ele, o setor privado pede a liberação de R$ 44 bilhões em crédito rural para a safra 2003/04. No atual ano-safra, 2002/03, a iniciativa privada pediu ao governo a liberação de R$ 25 bilhões e receber R$ 21,7 bilhões.

Agencia Estado,

28 de maio de 2003 | 16h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.