finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Crédito enxuto e inflação afetam Dia das Crianças

As vendas do Dia das Crianças em 2013 cresceram em ritmo menor quando comparadas a 2012, de acordo com indicadores divulgados nesta segunda-feira, 14. Segundo a Serasa Experian, entre os dias 5 e 11 de outubro de 2013, as vendas para a data cresceram 3,1% na comparação com o ano anterior. O aumento de 2012 foi de 7,7% em relação a 2011. Na cidade de São Paulo, o crescimento da semana que antecedeu o dia 12 foi de 3,4%, menos da metade dos 7,8% do ano anterior.

ANA PINHO, ESPECIAL PARA AE, Agencia Estado

14 de outubro de 2013 | 16h36

A Boa Vista Serviços, que avaliou o movimento comercial entre 1º a 12 de outubro, apontou crescimento de 3,4% em 2013 em relação a 2012. O resultado também foi menor que os 5,5% de 2012 em relação a 2011.

No levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) o desempenho apurado pelo comércio varejista entre os dias 5 e 11 de outubro mostra o mais fraco para a data dos últimos quatro anos. As vendas a prazo subiram 3,15% ante um aumento de 4,80% no mesmo período do ano passado. Em 2011, a alta havia sido de 5,91% e chegou a 8,74% em 2010.

Entre as explicações para as vendas mais fracas neste ano estão crédito mais restrito, pressão inflacionária e preocupação dos consumidores em pagar débitos atrasados. "O consumidor brasileiro está mais cauteloso, fato que o leva a priorizar compras à vista, com um tíquete médio menor e a renegociar dívidas já assumidas. Além disso, muitos estão se resguardando para consumir no Natal", disse Roque Pellizzaro Junior, presidente da CNDL.

Tudo o que sabemos sobre:
Dia das Criançasvenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.