bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Crédito imobiliário cresce 15% no 1º trimestre, diz Abecip

O volume de crédito com recursos da poupança atingiu R$ 20,4 bilhões no período

Circe Bonatelli, da Agência Estado,

13 de maio de 2013 | 18h17

SÃO PAULO - Os financiamentos para aquisição e construção de imóveis atingiram R$ 20,4 bilhões no primeiro trimestre de 2013, montante 15,8% superior ao registrado no mesmo período de 2012. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) e consideram apenas o crédito com recursos da poupança.

Em março, o volume de empréstimos chegou a R$ 7,89 bilhões, alta de 35,8% em relação a fevereiro e expansão de 15,9% comparado a março do ano passado. No acumulado dos últimos 12 meses encerrados em março, os empréstimos somaram R$ 85,5 bilhões, 4,9% mais do que no mesmo período anterior.

No primeiro trimestre de 2013 foram financiados 103 mil imóveis, ante 105,3 mil unidades no mesmo intervalo de 2012. Nos últimos 12 meses encerrados em março, foram financiados 450,9 mil imóveis, o que correspondeu a um recuo de 8,4% em relação aos 12 meses precedentes.

Foram financiadas em março deste ano 38,1 mil imóveis, o que representou alta de 29,8% em relação ao mês anterior e queda de 6,3% na comparação com março do ano passado.

A pesquisa da Abecip mostra também que os depósitos nas cadernetas de poupança superaram os saques em R$ 1,79 bilhão em abril, o melhor resultado para o mês de abril desde 1995, de acordo com dados do Banco Central. No primeiro quadrimestre, a diferença entre depósitos e retiradas foi positiva em mais de R$ 9 bilhões. O saldo das cadernetas no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiu R$ 404,9 bilhões em abril, 19% mais do que no mesmo período do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
crédito imobiliáriocrescimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.