Crédito imobiliário pela Internet

Alguns bancos oferecem a seus clientes um serviço pela Internet para facilitar o processo de financiamento imobiliário: o simulador de crédito. A partir de informações básicas, como renda familiar, preço do imóvel, valor do financiamento e prazo de pagamento, o cliente fica sabendo em questão de minutos se é possível ou não conseguir o empréstimo para a casa própria, sem precisar recorrer ao gerente da agência bancária.Os simuladores de cada banco possuem características semelhantes. O serviço funciona como uma primeira aprovação de crédito e segue as mesmas regras usadas no financiamento comum: taxa de juros praticada, porcentagem de financiamento, renda mínima exigida, prazos de pagamento e valor das parcelas. Ao começar a simulação, é necessário fornecer algumas informações básicas, como valor do imóvel, valor do financiamento, renda familiar e prazo para pagamento. Alguns bancos também pedem telefone, endereço e CPF. Outros só trabalham com base nos dados referentes ao imóvel. A princípio, não é necessário ser cliente do banco, embora a efetivação do negócio na agência exija a abertura de uma conta.Simulador facilita e agiliza a compraPara o gerente de e-business do HSBC, Lair Rodrigues, este serviço simplifica o acesso do cliente à informação e ele sente-se mais à vontade em realizar a consulta para o empréstimo pelo computador. "Se a pessoa ficar satisfeita com a simulação e se o seu bolso contemplar o financiamento, estará em breve com o gerente na agência e metade do negócio encaminhado", assegura. Segundo ele, ao se dirigir ao banco, é necessário trazer uma carta de crédito impressa em duas vias, serviço disponível assim que a simulação é finalizada pela Internet. O HSBC, por exemplo, possui 15 mil acessos por mês. No BankBoston, é necessário ter uma renda mínima de R$ 4 mil para conseguir o empréstimo. Frank Ernani de Souza, da área de crédito imobiliário do banco, descreve o perfil médio de quem procura este tipo de negócio: renda familiar em torno de R$ 6 mil, valor dos imóveis entre R$ 200 mil e R$ 250 mil e financiamento por volta de R$ 80 mil. "Com a carta de crédito na mão, o cliente vai à agência mais próxima e tem 12 meses para encontrar o imóvel, o que acontece, normalmente, entre três e seis meses." A análise de crédito só é feita numa segunda etapa e Frank Ernani garante que, uma vez aprovado, o negócio pode ser concluído em 30 dias.O gerente geral de crédito imobiliário do Banco Itaú, João Bosco Segreti, afirma que também é possível fazer a simulação de crédito pelo telefone: o Imobfone. E na Internet, segundo ele, o cliente manda a carta de crédito pela rede e o Itaú aprova o valor da proposta em 24 horas. O Itaú e o HSBC financiam 60% do imóvel enquanto o BankBoston chega a 70% do valor. O prazo máximo para pagamento é de 180 meses nos três bancos e as parcelas comprometem de 20% a 25% da renda do proponente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.