Crédito imobiliário tem expansão de 90% no 3º trimestre

A expansão, na comparação com o mesmo período do ano passado, foi influenciada pelas operações do banco Nossa Caixa, adquirido pelo Banco do Brasil no final de 2008

Altamiro Silva Júnior, da Agência Estado,

16 de novembro de 2010 | 08h28

O crédito imobiliário foi um dos principais destaques de crescimento na carteira de crédito do Banco do Brasil no terceiro trimestre. A expansão foi de 90% na comparação com o mesmo período do ano passado, com saldo de R$ 2,5 bilhões. Nas outras linhas para pessoas físicas, o crédito consignado cresceu 24% influenciado pelas operações do banco Nossa Caixa, adquirido pelo BB no final de 2008. Já a aquisição de parte do Banco Votorantim contribuiu para o aumento da carteira de veículos, que teve expansão de 31% em 12 meses.

Na carteira de micros, pequenas e médias empresas, o crescimento da carteira ficou abaixo dos principais competidores privados do BB, que na média tiveram evolução de 30%. O segmento fechou setembro com saldo de R$ 48,5 bilhões, expansão de 17,8% em 12 meses e 2,4% na comparação com o segundo trimestre do ano.

O saldo da carteira de crédito do agronegócio atingiu R$ 74 bilhões, crescimento de 8,7% em 12 meses. Segundo o BB, as operações do banco correspondem a 62% de todo o crédito bancário ao agronegócio no País. Já os repasses do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) somaram R$ 14,2 bilhões.

Margens

Com o crescimento das operações de crédito, as margens do banco melhoraram no período. A margem financeira bruta alcançou R$ 10,185 bilhões no terceiro trimestre, o que representa expansão de 22,4% ante o mesmo período do ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.