Crédito nos bancos públicos supera o dos privados

Com a normalização econômica, entretanto, as instituições privadas devem voltar a crescer mais

Fabio Graner e Renato Andrade, da Agência Estado,

29 de dezembro de 2009 | 13h54

Impulsionado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o estoque de crédito dos bancos públicos superou em novembro o das instituições privadas nacionais, de acordo com os dados divulgados pelo Banco Central. No mês passado, o saldo do crédito das instituições públicas foi de R$ 569,6 bilhões, o equivalente a 41,02% do total de crédito do sistema financeiro.

Os bancos nacionais tinham no mês passado estoque de R$ 563 bilhões, o correspondente a 40,5% do total de crédito. Em outubro, o crédito de instituições públicas, com R$ 556,4 bilhões, ainda estava abaixo dos bancos privados nacionais, que tinham estoque de R$ 557,7 bilhões. Os bancos estrangeiros encerraram outubro com estoque de crédito de R$ 255,9 bilhões, o correspondente a 18,4% do total de financiamentos do País.

Os bancos públicos em 2009 foram parte fundamental da política do governo de enfrentamento da crise, mantendo um ritmo forte de concessões, enquanto os bancos privados ficaram na defensiva. Com a normalização da economia, o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, acredita que no ano que vem as instituições privadas voltem a ter um maior ritmo de crescimento em comparação com os bancos públicos.

Tudo o que sabemos sobre:
créditoBCbancos públicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.