finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Crédito para eletrodoméstico deve elevar venda em 300 mil

O pacote de estímulo ao consumo de geladeiras, fogões, máquinas de lavar e televisores deve elevar em 300 mil unidades as vendas desses quatro produtos até o fim do ano. O aumento, no entanto, é insuficiente para melhorar as projeções pessimistas da indústria de produtos eletroeletrônicos para este ano, segundo avaliou nesta quinta-feira a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros).A estimativa do setor é de que as vendas recuarão 4% em 2003, sobre os -2% de 2002. Será o terceiro ano consecutivo de queda nas vendas e na produção registrado pelo setor. Em 2001, as vendas já haviam recuado 6% sobre o ano 2000. Segundo o presidente da Eletros, Paulo Saab, se o pacote de R$ 200 milhões para financiamento dos quatro produtos, a juros de 2,53% ao mês, for "vitorioso", haverá um aumento de vendas que corresponde a apenas 10% da previsão total de vendas para os quatro produtos.Segundo Saab, não há expectativa de que o eventual aumento de consumo provoque falta de produtos no mercado. Ele não acredita em superaquecimento da demanda, por causa do desemprego e da queda na renda do trabalhador.

Agencia Estado,

18 de setembro de 2003 | 20h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.