Crédito pré-aprovado: empréstimo sem burocracia

O crédito pré-aprovado é uma das alternativas de empréstimo oferecida pelos bancos ao consumidor pessoa física, em especial, aqueles clientes que mantêm um bom relacionamento com a instituição. O produto é oferecido ao cliente espontaneamente, mesmo que ele não tenha pedido. O cliente é informado sobre uma linha de crédito aberta em seu nome, que pode ser paga em diversas parcelas e com determinada taxa de juros, sem burocracia. Se houver interesse, o cliente só precisa ligar para o banco ou autorizar através da Internet ou terminal eletrônico a liberação do crédito. Em geral, o crédito pré-aprovado envolve valores menores em relação a outras linhas de crédito à pessoa física e o débito das prestações é feito automaticamente em conta corrente. O sistema é muito usado pelos bancos para um grupo selecionado de clientes, com bom nível de renda e que sejam bons pagadores. No HSBC, por exemplo, o cliente tem um limite de crédito vinculado à sua conta corrente que pode ser utilizado no momento que quiser. A aprovação do crédito depende, no entanto, da renda e do pacote de serviços que o cliente utiliza. O cliente pode solicitar a liberação do dinheiro através do telefone, Internet ou terminais automáticos. O parcelamento do empréstimo pode ser feito em até 24 vezes e há a possibilidade de se realizar uma simulação no site da instituição (veja o link abaixo) para saber quanto o cliente deverá pagar por mês de acordo com o valor do empréstimo.No HSBC, os juros do crédito pré-aprovado do banco variam de 3,10% a 5,70% ao mês, de acordo com a Assessoria de Imprensa do banco. Para comparar, nas linhas de cheque especial e empréstimo pessoal, os juros mensais cobrados pelo banco são de 8,80% e 5,70%, de acordo com a pesquisa do Procon-SP referente ao mês de maio.O gerente da área de varejo do Banco do Brasil, César Munhoz, avalia que o crédito pré-aprovado é uma linha de crédito mais atrativa pelos juros mais baixos. Os juros do crédito pré-aprovado do BB variam entre 4,9% e 5,3% ao mês, menores do que os juros cobrados no cheque especial e empréstimo pessoal. Pela pesquisa do Procon, essas taxas no Banco do Brasil são de 8,30% ao mês e 5,30% ao mês, respectivamente. O empréstimo pode ser pago em até 24 vezes. "Além das taxas de juros mais competitivas, o crédito pré-aprovado tira o constrangimento do cliente solicitar empréstimos ao gerente da agência", destaca. Isso porque o cliente não precisa assinar nenhum contrato par obter o empréstimo e só solicita via telefone, Internet ou terminal de auto-atendimento. "O limite e os juros do pré-aprovado dependem, no entanto da renda do cliente e do seu relacionamento com o banco", avisa César Munhoz. Na Nossa Caixa, o limite do crédito pré-aprovado também varia conforme a renda e relacionamento do cliente com o banco. Os juros variam entre 3,4% e 4,3% ao mês, mais vantajosos do que os cobrados pelo cheque especial e empréstimo pessoal. De acordo com o Procon, os juros da Nossa Caixa nessas linhas de crédito são de 7,95% ao mês e 3,95% ao mês, respectivamente. O prazo para pagamento varia entre 2 e 24 meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.