Crédito total no país atinge 35,9% do PIB em março

Em 12 meses, o crescimento do volume de crédito foi de 31,1% até março. Taxas de juros subiram

Agência Estado e Reuters,

29 de abril de 2008 | 10h44

As operações de crédito oferecidas pelo sistema financeiro somaram R$ 992,7 bilhões em março, o equivalente a 35,9% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Banco Central nesta terça-feira. De acordo com o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, esta proporção é a mais alta desde janeiro de 1995. Ele acredita que esta proporção pode chegar a 40% até o final do ano. Segundo ele, mesmo com o aumento das taxas de juros, este cenário é "perfeitamente possível".   Veja também:  Compare a taxa Selic com os juros ao consumidor    Em relação a fevereiro, o crescimento do volume de crédito foi de 3,5%, quando o volume total do crédito foi equivalente a 35% do PIB. Em 12 meses, o crescimento do volume de crédito foi de 31,1% até março. Levando em conta apenas as operações com recursos livres, cujas taxas são definidas sem a interferência do governo, o volume de crédito no mês passado somou R$ 705,3 bilhões, o equivalente a 25,5% do PIB. Já a taxa média de juros cobrada pelos bancos subiu para 37,6% ao ano no mês passado, frente a 37,4% em fevereiro. O spread bancário - diferença entre a taxa de captação dos bancos e a cobrada dos clientes - caiu para 25,4 pontos porcentuais, ante 26 pontos no mês anterior.   Inadimplência   Mesmo com a alta de juros e o volume maior de crédito, a inadimplência caiu pela primeira vez no ano em março. De acordo com os dados do Banco Central, o porcentual de pagamentos com mais de 90 dias em atraso caiu de 4,4% para 4,1% entre fevereiro e março - menor nível desde outubro de 2005. A redução foi registrada nas linhas de crédito para empresas e famílias. Nas operações para pessoas jurídicas, houve redução de 2% para 1,8%. Para as pessoas físicas, queda de 7,1% para 6,8%.

Tudo o que sabemos sobre:
CréditoJuro ao consumidor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.