bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Crédito volta a incomodar e mercados asiáticos recuam

As bolsas de valores da Ásiaencerraram a sexta-feira em queda, com ações do setor bancáriosendo pressionadas depois que perdas consideráveis com créditoabalaram o lucro do Bank of America, enquanto expectativas deoutro corte de juro nos Estados Unidos derrubaram o dólar parapatamares mínimos. Os comentários do Federal Reserve de que o cenárioeconômico dos EUA continua incerto acrescentou preocupação aohumor dos investidores nesta sexta-feira, que marca o 20oaniversário do crash de Wall Street de 1987. Às 7h26 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne osprincipais mercados da região Ásia-Pacífico menos o Japãoexibia desvalorização de 0,76 por cento, a 558,6 pontos. Oindicador pode fechar a primeira semana em queda em oitosemanas. "Ainda existe algumas preocupações que vão e vêem sobre osmercados de crédito. Não será necessária uma viagem tranquila",disse Paul Xiradis, presidente-executivo do fundo Ausbil Dexia,em Sydney. As ações do banco japonês Mitsubishi UFJ, dos quatromaiores bancos da Austrália, do sul-coreano Kookmin Bank e debancos em Cingapura recuaram até 2,2 por cento. Investidores compraram algumas ações do setor de energia ede mineração voltadas ao ouro, na onda de preços mais elevadosde commodities. O petróleo em Nova York operava em alta, a 89,55 dólares obarril, e o ouro era cotado a 768,75 onças. Ações de companhias exportadoras como Canon e Hyundai Motorrecuaram, com investidores incomodados com a fraqueza do dólar. A bolsa de TÓQUIO encerrou em queda de 1,71 por cento, a16.814 pontos. SEUL recuou no mesmo nível, fechando a 1.970pontos, enquanto XANGAI caiu 0,12 por cento. HONG KONG não operou e TAIWAN se desvalorizou em 0,26 porcento, a 9.611 pontos. CINGAPURA teve queda de 1,62 por cento eSYDNEY caiu 0,91 por cento, a 6.706 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.