Credores aprovam novo plano para o Arantes

Credores do Grupo Arantes aprovaram ontem, em São José do Rio Preto (SP), um novo plano de recuperação judicial, que prevê a redução em quase 90% da dívida da companhia - de R$ 1,1 bilhão para um valor entre R$ 120 milhões e R$ 150 milhões. O dinheiro virá da venda em até dez anos de todos os ativos do grupo.

Gustavo Porto, O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2011 | 00h00

O pagamento dos credores será feito com a negociação de algumas unidades do Arantes e a criação da Nova Arantes. Essa empresa ficará com os principais ativos do grupo. A Nova Arantes terá dez anos para contribuir no pagamento de credores com seu lucro e também será obrigatoriamente vendida ao final do prazo.

O plano prevê que a receita imediata para o pagamento de credores virá da venda, por meio de leilão judicial, de um imóvel em Belo Horizonte e de uma planta industrial em Unaí (MG). Também serão vendidas as unidades de bovinos de Cachoeira Alta (GO), de congelados em Canarana (MT) e de frangos da marca Sertanejo, com sede em Guapiaçu (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.