finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Credores de dívida em euro da Argentina pedem que juiz dos EUA suspenda decisão

Os detentores da dívida em euro disseram estar em contato com outros credores que, como eles, estariam dispostos a descartar a cláusula "RUFO"

REUTERS

29 de julho de 2014 | 17h17

Detentores da dívida denominada em euro da Argentina pediram nesta terça-feira que o juiz norte-americano Thomas Griesa emita uma suspensão de último minuto de sua decisão que ameaça levar o país sul-americano ao default, mostrou um documento judicial.

"Um default desmontaria muito do trabalho que esse Tribunal realizou nos últimos dez anos e estenderia o litígio aqui e em todo o mundo por anos", disseram os credores em memorando justificando o pedido.

Os detentores da dívida em euro disseram estar em contato com outros credores que, como eles, estariam dispostos a descartar a cláusula "RUFO". Essa cláusula proíbe que a Argentina firme acordo com os investidores que não participaram da reestruturação de sua dívida soberana com termos melhores do que aqueles aceitos pelo detentores da dívida renegociada.

"Obter a renúncia da cláusula RUFO, no entanto, vai exigir tempo", escreveram os credores. "Esse Tribunal pode facilitar um acordo --e evitar possível default-- emitindo uma suspensão temporária", acrescentara.

(Reportagem de Jonathan Stempel)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROARGENTINACREDORES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.