Credores se encontram com Dubai World, diz Financial Times

Um grupo de bancos internacionais e regionais se reuniu com o conglomerado estatal Dubai World pela primeira vez nesta segunda-feira para iniciar a discussão sobre os esforços da companhia para reestruturar a dívida de 26 bilhões de dólares, informou o Financial Times nesta segunda-feira.

REUTERS

07 de dezembro de 2009 | 21h56

Citando fontes próximas ao processo, o jornal disse que a reunião era o início do que se esperava ser um longo processo, e que incluía os principais credores, que deverão formar um comitê de direção.

O jornal relatou que um teste-chave do processo de reestruturação será um bônus islâmico, chamado sukuk, emitido pela Nakheel, o braço imobiliário do Dubai World, de 4,05 bilhões de dólares com vencimento em 14 de dezembro.

A reportagem citou uma pessoa próxima às negociações dizendo que havia uma série de opiniões entre os credores. "Alguns credores acham que se houver uma paralisação, todos devem parar. No outro extremo, alguns acreditam que o sukuk tem de ser restituído a qualquer preço".

Standard Chartered, HSBC, Lloyds e Royal Bank of Scotland, juntamente aos concessores de empréstimos locais Emirates NBD e Abu Dhabi Commercial Bank, estão no painel de credores.

(Reportagem de Simon Falush)

Tudo o que sabemos sobre:
MACRODUBAIENCONTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.