Pixabay
Pixabay

Cresce número de passageiros que viajam sem despachar malas

Segundo a associação das empresas aéreas, entrada em vigor das novas regras sobre cobrança de bagagens começa a modificar hábitos dos viajantes

Dayanne Sousa, O Estado de S.Paulo

21 Setembro 2017 | 13h38

As novas regras de cobrança extra pelas bagagens despachadas em aviões, que entraram em vigor este ano, já provocaram uma mudança no comportamento dos passageiros. De acordo com a Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear), cresceu o número de passageiros que viajam sem despachar malas - ou seja, vão apenas com a bagagem de mão, que é gratuita. 

Segundo o presidente da Abear, Eduardo Sanowicz, os dados, colhidos no período de julho ao início de setembro, ainda são preliminares. Mas, no caso da Gol, houve um aumento de 50% no número de viajantes que não despacham bagagens - esse número chega hoje a 65%. No caso da Latam, os passageiros que não despacham malas chegam a 63% e, na Azul, a 60%.

+ Demanda por voos internacionais cresce 16,78% em agosto, diz Abear

Segundo a Abear, após a entrada em vigor das novas regras para bagagens, os preços das passagens aéreas tiveram queda entre 7% e 30%. Para Sanowicz, apesar de preliminares, os dados das companhias indicam uma tendência de queda, ainda que os números do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do IBGE, não apontem essa tendência porque capturam preços anunciados e são influenciados por questões sazonais, como as férias escolares. É bom lembrar, ainda, que os preços das passagens já vinham registrando queda há mais tempo, principalmente por conta da crise econômica, que reduziu a procura por voos. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.