Cresce número de vagas temporárias

Como todos os anos, os meses de outubro a dezembro costumam movimentar o mercado de vagas temporárias. Neste final de ano a demanda está acima das expectativas, o que reflete o aquecimento da economia. Estima-se um crescimento de 15% em comparação ao ano passado. A Gelre, empresa de recrutamento e seleção do país, apresenta uma evolução ainda maior: entre 35% e 40%. Se por um lado este acréscimo deve-se a uma combinação de fatores econômicos positivos, como estabilidade na taxa de juros, expansão da produção e controle da inflação, de outro é possível notar também a preocupação com a legalização da mão-de-obra temporária."Percebemos um maior interesse de quem contrata, principalmente do setor varejista, em legalizar o emprego temporário, resultando em maiores benefícios para o trabalhador e diminuição das relações informais", diz Adriana Arenti, gerente comercial da Gelre.Em todo o país a Gelre espera fazer 15 mil contratações, a maioria em shoppings centers - quase 750 no Brasil. As vagas são, principalmente, para vendedores e atendentes com salários a partir de R$ 310,00, mais comissão (variável de acordo com a região). Outro fator de aumento da demanda de vagas nessa época do ano deve-se à necessidade de promoção nos pontos de venda, especialmente dos produtos eletrodomésticos e eletro-eletrônicos. Segundo dados apresentados pela GPP-Gelre & Pérsigo Promoções, empresa de marketing promocional da Organização Gelre, o crescimento em número de postos de trabalho deve superar 25 mil para repositores, demonstradores e degustadores, entre outros, com remuneração entre R$ 300,00 a R$ 700,00.Perfil para preenchimento das vagasO perfil mais solicitado para as vagas de final de ano concentra-se em jovens entre 18 e 25 anos, com 2.º grau completo e boa desenvoltura no atendimento ao público. Existem ainda empresas que dão preferência para pessoas entre 35 e 45 anos, que apresentam maior credibilidade na demonstração de determinados produtos. Muitos candidatos às vagas de final de ano estão finalizando os estudos secundários e buscam empregos com duração de dois a três meses para completar a renda no período das férias. Outros, porém, estão desempregados e o trabalho temporário representa uma solução de curto prazo.Os interessados podem acessar o site www.gelre.com.br e cadastrar seu currículo gratuitamente. Outra alternativa é a de o candidato procurar a administração dos shoppings que, normalmente, oferecem espaços para divulgação das vagas. Os trabalhadores temporários são registrados em carteira e têm direito a férias e 13.º salário proporcionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.