Cresce o faturamento do comércio em outubro

O faturamento real do comércio varejista da região metropolitana da capital paulista ficou positivo pela segunda vez consecutiva em outubro (1,04%). Em setembro, segundo a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV), o faturamento registrado foi de 1,39%, ambos com ajuste de sazonalidade. Os setores que contribuíram com o desempenho positivo do comércio, conforme a análise feita pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo em parceria com a Agência Estado, foram comércio automotivo e bens duráveis de consumo.A PCCV mostra que o faturamento do comércio até outubro atingiu o mais alto patamar histórico (10,99%). A receita do setor, na comparação com outubro de 1999, cresceu 8,08%. De acordo com a pesquisa, o grupo de automóveis foi o destaque do mês de outubro. O setor apresentou faturamento real de 11,38% em relação a setembro, e de 16,09% nas vendas físicas. Em seguida, aparece o setor de bens duráveis de consumo (lojas de departamento, lojas de utilidades domésticas, cine foto, som, óticas e CD´s, e móveis e decoração) com alta de 1,78% no faturamento real.Segundo a análise, o faturamento das concessionárias teve elevação de 11,10% em outubro, ante queda de 6,29% em setembro. Em relação com o mesmo mês do ano passado, o crescimento do faturamento desse setor foi de 43,92%. "A explicação é a entrada de novos modelos de automóveis no mercado que alavancaram as vendas", explica a economista Rosana Curzel. Ela ainda acrescenta que, mais que isso, taxas de juros menores e a retomada do volume de crédito do setor privado têm facilitado a movimentação no comércio automotivo.

Agencia Estado,

06 de dezembro de 2000 | 12h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.