Cresce otimismo com recuperação econômica, diz pesquisa

Mais da metade da população (54%) acredita que a economia vai melhorar nos próximos seis meses e 15% apostam em piora. Para quase um terço, a situação ficará na mesma. O resultado foi apontado numa sondagem feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) com 2,2 mil chefes de família em 12 capitais.A fatia dos otimistas na pesquisa cresceu quase 30% em relação à pesquisa anterior, de julho, quando era de 42% do total de entrevistados. O otimismo com o futuro contrasta com a visão sobre o presente. Na avaliação de 68% dos entrevistados, a situação da economia está ruim. A taxa, entretanto, também melhorou. Era de 71% na pesquisa anterior.Segundo o coordenador de análise econômica da FGV, Salomão Quadros, os indicadores mostram avanço nas avaliações, tanto da situação do País quanto das famílias. "Com os ventos começando a soprar a favor, o consumidor se anima e anuncia sua volta às compras", disse Quadros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.