Cresce procura por crédito entre pequeno e médio produtor

A procura por financiamentos na Nossa Caixa - banco com foco nas linhas de crédito para o pequeno e médio agricultor - surpreendeu os participantes da 13ª Agrishow, feira realizada em Ribeirão Preto. Segundo o gerente regional de negócios, João Braz Trentino, a forte demanda ocorre por causa do aumento do número de visitas de pequenos e médios produtores rurais ao evento. O gerente afirmou que esta terça-feira foi o "primeiro melhor dia" desde que o banco começou a participar da feira, há três anos. O banco recebeu 200 pedidos para financiamento, que atingiram R$ 10 milhões. Segundo Trentino, a instituição não fez projeções para este ano, mas considera que, pelo movimento registrado no primeiro dia, os financiamentos devem superar o montante de R$ 70 milhões registrados no ano passado. "Este é um resultado excepcional para um primeiro dia de feira", completa. A linha mais procurada pelos agricultores ontem, de acordo com o gerente, foi a do Moderfrota, destinada para o financiamento da modernização das máquinas agrícolas do produtor, do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que respondeu por 90% dos pedidos feitos no dia.Financiamento de plantioUma outra linha bastante procurada pelos pequenos e médio produtores é o Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (FAEP), para financiamento de plantio na palha e expansão da produção de leite. O gerente lembra que no ano passado a mesma linha foi muito procurada por conta das vantagens do sistema, como prazo de cinco anos para o pagamento e taxa de juros a 4% ao ano, para a renovação da frota agrícola. "Não há linha melhor no mercado para o pequeno", diz Trentino. Ele explica que, diante da procura no ano passado, o banco não receberá estes pedidos durante a feira. Em 2005, a secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo liberou R$ 15 milhões para o FEAP destinado à compra de novas máquinas, mas a demanda superou a marca dos R$ 50 milhões. Por isso, neste ano, o pequeno produtor terá que procurar a Casa da Agricultura, órgão da secretária, para fazer o enquadramento, já que a linha pode ser utilizada apenas pelos produtores com faturamento de até R$ 60 mil. O aumento registrado pelo banco no segmento segue tendência registrada no evento deste ano. O sistema Agrishow pretende trazer para esta edição do evento cerca de 25 mil pequenos e médios agricultores. A Federação dos Agricultores do Estado de São Paulo (Faesp) também investiu no agricultor familiar. Durante a feira, a entidade trará mais de 15 mil caravanas de pequenos agricultores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.